Keblinger

Keblinger

Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos.

| sexta-feira, 2 de setembro de 2011



Te mando retalhos de amor

Eu te amei muito. Nunca disse, como você também não disse, mas acho que você soube. Pena que as grandes e as cucas confusas não saibam amar. Pena também que a gente se envergonhe de dizer, a gente não devia ter vergonha do que é bonito. Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.


Entenda bem: não me veja tentando reatar uma história de amor já bastante espatifada (ou talvez sim, mas você não me deu chance e a coisa mais saudável que eu podia fazer era entrar noutra). Acontece que, com ou sem cama, gosto profundamente de você


Desde que ganhei meu PhD em desilusão amorosa, tenho me divertido como nunca.
Textos do Caio F, maravilhoso conhecedor de amor!

7 comentários:

{ Terráqueo } at: 2 de setembro de 2011 18:36 disse...

Alice, adorei teu texto, verdadeiro e corajoso. Passei a te admirar mais ainda. Bjs.

{ Os Olhos de Alice } at: 3 de setembro de 2011 03:17 disse...

Marcelo querido! este texto é lindo mesmo! mas é do Caio Fernando, homem que entendia de amor como poucos...beijo

{ VeraBruxa } at: 3 de setembro de 2011 17:56 disse...

Olá!
É. Desilusão amorosa faz crescer, apesar de no começo doer muito. Quando começamos a fazer piada sobre ela, já podemos achar mil motivos prá ser felizes.
Abraço.

{ Os Olhos de Alice } at: 4 de setembro de 2011 05:09 disse...

Vera querida! graças a Deus eu tenho mil motivos para ser feliz! grande beijo

{ Eleonora } at: 4 de setembro de 2011 09:51 disse...

Caio, Caio....só tu mesmo prá colocar em palavras todo esse sentimento..lindo texto, linda escolha Alice e lindas fotos...vertigem!

{ Os Olhos de Alice } at: 4 de setembro de 2011 14:26 disse...

O Caio fala tudo o que a gente sente e não sabe falar...maravilhoso....fotografei no domingo....o Carlos falou...pode..haha

CLELIA LUMERTZ PINTO at: 19 de fevereiro de 2012 18:40 disse...

" ADOREI ISSO : QUANDO COMEÇAMOS A FAZER PIADAS SOBRE NOSSAS INSISTENTES DESILUSÕES JÁ PODEMOS ACHAR MIL MOTIVOS PARA SERMOS FELIZES NOVAMENTE, É A MAIS PURA VERDADE..." E QUANTO A PESSOA QUE ESCREVEU ESTE TEXTO MARAVILHOSO E VERDADEIRO DIGO QUE PASSA A SER UM ANJO EM MINHA VIDA PORQUE DEMONSTRA QUE AINDA EXISTEM HOMENS DE ALMA E CORAÇÃO TRANSPARENTE." CAIO FERNANDO DE ABREU.

TE MANDO RETALHOS... MEUS PARABÉNS. CLELIA

 

Copyright © 2010 Os Olhos de Alice