Keblinger

Keblinger

A verdadeira viagem da descoberta não consiste em procurar novas paisagens, mas em ter novos olhos

| quarta-feira, 13 de julho de 2011



Eis por que a maior parte da nossa memória está fora de nós, numa viração de chuva, num cheiro de quarto fechado ou no cheiro de um primeira labareda, em toda parte onde encontramos de nós mesmos o que a nossa inteligência desdenhara, por não lhe achar utilidade, a última reserva do passado, a melhor, aquela que, quando todas as nossas lágrimas parecem estancadas, ainda sabe fazer-nos chorar.



Só nos curamos de um sofrimento depois de o haver suportado até ao fim.


Para tornar a realidade suportável, todos temos de cultivar em nós certas pequenas loucuras.



Se sonhar um pouco é perigoso, a solução não é sonhar menos é sonhar mais.



Certas recordações são como os amigos comuns, sabem fazer reconciliações.


Frases de Marcel Proust, fotos na Enoteca, Los Olivos de Rolfe Kent, Sideways....que eu amo, em um dia em que os meus olhos estão loucos e tristes...

1 comentários:

{ Sexo c/ Amor? } at: 13 de julho de 2011 18:37 disse...

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara." Jose Saramago

bezitos

 

Copyright © 2010 Os Olhos de Alice